December 15, 2013

Um sonho.


Estou perdida em uma tempestade de neve.

A neve cai, e eu caminho cambaleando, 
os pés afundando em camadas daquela brancura infinita.
Grito por socorro, mas minha voz se perde em meio àquela imensidão branca.
E então faz-se silêncio.

Caio e fico ofegando na neve,
Com o lamento do vento soando em meus ouvidos.

Agora sou um fantasma, penso eu. Um fantasma sem pegadas.
Volto a gritar, com a esperança sumindo como a marca dos meus passos.

Minhas dores escapam de feridas invisíveis
E voltam como neve caindo.

A neve, esta congela meu espírito
Aprisionando-o naquele lugar onde no fundo eu sei que minha vida terminará,
E o que restar de mim irá se perder naquela brancura infinita.

Então desejo morrer
Ali mesmo, nos pálidos braços da neve,
E tornar-me uma sombra,
Um espírito sem nome...

...E sem lembranças.

Então avisto ao longe, se aproximando de mim, um vulto.
Algo que eu não sei ao certo se é real.

A estranha forma se materializa em minha frente,
E estende sua mão em minha direção.
Vejo profundas feridas cortando sua palma e o sangue escorrendo,
tingindo a neve.

Seguro sua mão.

De repente, a neve desaparece.

by Vane







14 comments:

  1. Lindo, lindo, lindo!!!!... Que cenário de uma beleza lúgubre, porque não dizer, até na tristeza há uma certa dignidade. E em este final inusitado... Gostei Vane.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Fábio
      Fico feliz que tenha gostado :)

      Um grande abraço

      Delete
  2. Adoro seus versos. Você é assustadoramente talentosa. Sempre penso que pertencem a algum autor profissional que desconheço, até ler seu nome no final.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Mari
      Muito obrigada, posso dizer o mesmo dos seus escritos! :)

      Um grande abraço

      Delete
  3. __________(█)
    _______██████
    _____ ████████
    ___███████████
    ___ (░░░░░░░)░░░)
    ___(░(░█░░█░)░░░)
    __ (░░(░░●░░░)░░░)
    __ (░░░░◡░░)░░░░)
    _██(░░░░░░░░░░)██
    _███(░░░░░░░░░)███
    ████ ██(░░░)██ ████
    ████ █████████ ███
    ████ ████░████ ███
    (░░)_ ▓▓▓▓▌▓▐▓▓▓_(░░)
    (██) ███████████ (██)
    _____█████░█████_▓▓▓\
    _____█████-,█████▓▓▓▓▓)
    _____█████-,█████▓▓▓▓▓)
    ___(░░░░░░)(░░░░░) ▓▓▓▓)
    ______(███)_(███)▓▓▓▓▓▓)
    ____ (████)_(████)▓▓▓▓▓)-----Felices Fiestas---- ★MaRiBeL★

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boas festas a ti também! :)

      Um abraço

      Delete
  4. Há quanto tempo eu não vinha aqui!
    Sempre encantadores seus poemas! :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Renan
      Obrigada, posso dizer o mesmo dos seus :)
      Seja sempre bem-vindo! Um abraço

      Delete
  5. Olá! Tudo bem? Como andam as coisas por ae?
    Faz tempo que eu não venho aqui, fico feliz que esteja escrevendo ainda, eu pelo contrário já não escrevo há muito tempo, mas pretendo voltar a escrever.
    Beijos e até mais!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá :) Tudo bem, e vc? Há quanto tempo, rs
      Volte sim a escrever, seus poemas são muito bons! Ficaria feliz em voltar a lê-los.
      Bjs, até mais

      Delete
  6. Adorei o texto e o blog. Muito lindo! (:

    ReplyDelete
    Replies
    1. Fico feliz que tenha gostado :)
      Seja bem-vinda! Um abraço

      Delete
  7. Belíssimo poema! adoro poemas!
    adorei o blog ><
    bjos!
    http://a-world-of-a-rocker-girl.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que bom que gostou *-*
      Adorei seu blog também! Bjs

      Delete